Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CGU é premiada por ações junto ao público infanto-juvenil
conteúdo

Notícias

CGU é premiada por ações junto ao público infanto-juvenil

Premiação

Programa “Um por Todos” e Concurso de Desenho e Redação receberam Selo Ação Íntegra
publicado: 31/10/2018 18h34, última modificação: 13/12/2018 15h38
Prêmio é reconhecimento pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla)

Prêmio é reconhecimento pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla)

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) participou, nessa quarta-feira (31), em Brasília (DF), do 3º Seminário de Segurança Institucional, promovido pelo Banco do Brasil. Na oportunidade, duas iniciativas do órgão foram premiadas com o Selo Ação Íntegra: o programa “Um por Todos e Todos por Um! Pela ética e cidadania” e o Concurso de Desenho e Redação – ambos voltados ao público infanto-juvenil. Os certificados foram entregues a Otávio Neves, diretor de Transparência e Controle Social (DTC), e Audria Constantin, da Coordenação-Geral de Cooperação Federativa e Controle Social (CFECS). 

O Selo é oferecido aos projetos mais bem avaliados, de todo país, que participam da campanha #TodosJuntosContraCorrupção, lançada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) em setembro de 2017, como parte do Programa Nacional de Prevenção Primária à Corrupção. O prêmio é o reconhecimento, pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla), de ações de estímulo à integridade social e a educação para a cidadania.

Ambiente de negócios

O Seminário inclui o lançamento da série de cinco vídeos “Empresas e prevenção à corrupção”, voltados à integridade no ambiente corporativo. A ação é fruto de parceria entre o Banco do Brasil e a Alliance for Integrity –  iniciativa global capitaneada pela Cooperação Alemã para o Desenvolvimento (GIZ), da qual a CGU faz parte do conselho consultivo. A cerimônia contou com a presença do ministro da Transparência, Wagner Rosário, e do embaixador da Alemanha, Dr. Georg Witschel.

“Os efeitos da corrupção são deletérios e pesados, afetam nossa economia e a democracia. A preocupação generalizada no ambiente de negócios é essencial. A junção de esforços entre os países é fundamental, o que torna essa parceria mais um auxílio na mudança de cultura e na construção de uma relação público-privada mais transparente e ética não só no Brasil, mas em toda a comunidade internacional”, destacou Rosário.